Skip to content

Chamar a atençao não é para todos

November 15, 2006

Segundo Steve Kruger em seu livro “Don’t make me think” as muitas soluções que ajudam a chamar a atenção do usuário em páginas web costumam prejudicar mais a leitura do que ajudar. Não se trata extinguir a utilização de animações, sons ou qualquer outra forma de chamar a atenção do usuário. O determinar a utilização destes recursos é o prpósito do site.

Se o site precisar de apelo sonoro, como deve acontecere em um ambiente de venda de músicas, é natural que ele seja utilizado. Se o portal de entretenimento não oferecer recursos visuais apelativos é possível que se percam vendas de ingressos para filmes ou shows. Se a agência de criação ou um artista não divulgar seus produtos e idéias com criatividade, é possível que não venda seus serviços. A criatividade nestes casos reescreve as tão conhecidas regras de usabilidade que podem ser repensadas de acordo com a natureza do servió oferecido.

É isso que acontece no site ORANGEWEB (eu conheci este site no blog do Bruno Dulcetti). O slogan desta agência é fazer pensar e mudar os conceitos sobre web design. Para provar isso o site da empresa oferece uma proposta inusitada de apresentação e afirma que “sabe o que pode atrair os consumidores de seus clientes”. A proposta do site da empresa não utiliza som ou animação, no entanto, estrapola as boas condições de visualização, pois exige uma resolução pouco utilizada pela maioria dos internautas.

From → Cores

Leave a Comment

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: